O Japão, segundo pesquisas, é o terceiro país com o maior número de bicicletas do mundo, perdendo somente para a Holanda e Dinamarca.

A cultura da bike sempre fez parte do cotidiano e estilo de vida japonês. Contudo, só recentemente os japoneses “acordaram” para o uso da bicicleta como modal de transporte. “Depois do grande terremoto, em 2011, houve um grande aumento do número de pessoas que passaram a usar a bicicleta, pois o transporte público ficou interrompido por semanas e muitas delas tinham de caminhar para casa. Foi daí que perceberam que na distância entre as suas casas e o trabalho dava perfeitamente para pedalar”, conta Byron Kidd, editor do site Tokyo by Bike. De acordo com um relatório divulgado pelo Governo Metropolitano de Tóquio, atualmente, dois em cada três cidadãos utilizam a bicicleta no seu dia a dia.

E não para por aí, o Governo Metropolitano de Tóquio traçou um plano audacioso para promover o uso de bicicletas como principal meio de transporte ecológico até 2020, quando a capital japonesa sediará os Jogos Olímpicos. Plano esse, que tem como meta dobrar o total de ciclovias atualmente existentes. Mas cumprir essa meta não será fácil, já que partes das ciclovias planejadas seriam conectadas às estradas da cidade que são geridas por entidades diferentes.

TDM