Entre os anos de 1995 e 1997, a capital colombiana desenvolveu o projeto Ciclo-Rota,  que tinha como objetivo central a construção de vias exclusivas para bicicletas (ciclovias) ao redor de áreas arborizadas da cidade, para assim, estimular a bicicleta como forma de lazer. Com a grande adesão da população a essas rotas, entre os anos de 1998 e 2001, integrou-se este projeto ao Plano de Desenvolvimento Econômico e de Mobilidade Social. Após está integração, iniciou-se a construção de uma grande malha cicloviária na cidade, que no ano de 2008 atingiu 344 km (trezentos e quarenta e quatro quilômetros) de vias construídas e com cerca de 285.000 (duzentos e oitenta e cinco mil) usuários por dia, com planos de expandir ainda mais.

Mapa ciclovia_1

Diante desta nova realidade – o grande aumento do uso da bicicleta – as autoridades colombianas de Bogotá, por meio do Instituto de Desenvolvimento Urbano, criaram campanhas que tinham como objetivo ensinar crianças a terem a bicicleta como opção de transporte e também como se portar nas ciclovias e no trânsito em geral. Somado à isso, para realizar tal campanha, foram doadas bicicletas para escolas.

BVZ